Mercado imobiliário em transformação: Qual o impacto real no bolso do consumidor?

O ano de 2019 tem sido bastante movimentado para o mercado imobiliário, com inserção massiva de tecnologia e amplo acesso ao crédito fora das instituições tradicionais

Vendas de imóveis aumentam no segundo trimestre de 2019.
Quem está buscando comprar um imóvel neste ano, já percebeu que diversas mudanças estão movimentando o mercado imobiliário. No segundo trimestre de 2019, as vendas de imóveis subiram 16%, comparado ao mesmo período do ano anterior, segundo informações Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC).
Depois dos primeiros sinais de recuperação do setor, buscando aquecê-lo ainda mais, a Caixa anunciou uma nova modalidade de financiamento imobiliário atrelado à inflação. O que acabou tornando acessível uma taxa de juros nunca antes operada no passado recente e que coloca milhões de pessoas como novos entrantes no mercado imobiliário.

Esta nova modalidade de crédito também elimina necessidade de funding de poupança, o que torna atrativa a entrada de novos players para o setor – ainda monopolizado por pouquíssimas instituições financeiras no Brasil. O aumento da concorrência permite a imediata flexibilização de produtos e processos, trazendo inovações, além de incentivar a queda dos custos para o consumidor.
Para trazer ainda mais mudanças e crescimento ao mercado em questão, em meio a esse contexto a taxa Selic também sofreu mais uma queda, chegando ao patamar mais baixo da história do Brasil. Os bancos repassaram a redução para os clientes, baixando as taxas de financiamento imobiliário, o que tem um impacto direto na redução das parcelas, beneficiando o bolso de quem deseja comprar um imóvel.

Fonte: https://www.jornalcontabil.com.br/ 

5 Vantagens de morar em condomínio fechado

Se você já pensou ou está pensando em morar em condomínio, saiba que muita gente tem optado por viver nesse tipo de moradia. E para ajudar você a entender todos os benefícios desse tipo de empreendimento, separei 5 vantagens e benefícios de morar em condomínio fechado confira abaixo:

1. Maior segurança

Sentir-se seguro é algo muito importante, quando está relacionado ao nosso bem estar e a nossa casa. Deixar as crianças brincarem na quadra do condomínio ou ser avisado de que alguém está esperando na portaria é uma tranquilidade que faz parte da rotina de quem opta por viver em condomínio.

2. Áreas de lazer completas

Os condomínios têm áreas de lazer. Esses espaços sempre fizeram parte dos projetos condominiais. Existem condomínios com saunas, piscinas, spas e academias. É possível ter a mesma estrutura de um clube no próprio condomínio. E para quem gosta de festejar, existem os salões de festas. Espaços amplos e agradáveis para quem deseja receber a família e os amigos para um churrasco, por exemplo.

3. Mais privacidade

A privacidade é um direito que faz com que as pessoas optem pelos condomínios. Para começar, uma pessoa estranha só poderá entrar no local se convidada pelo morador e depois de passar pela portaria.

4. Menos barulho

Se você optar viver em condomínio, o seu forte aliado na hora de fazer cumprir o respeito à Lei do Silêncio: o regimento interno. Os moradores que descumprem os acordos internos podem ser multados e, quando não são proprietários, eles podem ser expulsos do local.

5. Manutenção das áreas comuns

Cuidar de um jardim, de uma piscina ou mesmo de um salão de festas dá muito trabalho. Por isso, que em um condomínio essa situação existem profissionais contratados para realizar esses cuidados. A presença de um zelador (a) é fundamental para deixar tudo limpo e organizado.

O sindico também é um ponto importante pois ele assume a obrigação de fiscalizar as manutenções das áreas comuns. 😉✨

Conheça dos riscos de comprar imóvel direto do proprietário

Você pode ficar animado ao ver um anúncio imobiliário com preço acessível, mas comprar um imóvel com o proprietário pode ser um grande erro! Para ajudá-lo a entender a importância desse assunto, listei alguns perigos:

1. O vendedor pode não ser o proprietário

O contrato de compra e venda não é um documento que transfere propriedade. Esse contrato transfere a posse de um bem. Por isso, é importante entender as diferenças para não ter prejuízos.

Para se tornar proprietário de um imóvel, é necessário ter a escritura e fazer o registro da matrícula. Dois procedimentos diferentes, que envolvem custos de cartório.

2. Você pode pagar mais caro pelo imóvel

Outro risco de comprar imóvel com o proprietário é o de adquirir um bem por um preço acima do valor de mercado. Isso ocorre quando o comprador tem pressa em fechar negócio.

O ideal é procurar uma imobiliária para entender qual é o preço do metro quadrado da região onde você deseja morar. Isso o ajudará a escolher a melhor opção de investimento.

3. Existe o risco de comprar um imóvel inadequado

O que o imóvel deve ter para ser ideal para a sua vida? Nem sempre o imóvel comprado diretamente com o consumidor poderá ser a compra ideal, pois essa aquisição ignora esse tipo de análise. Nesse caso, o comprador considera imóvel como uma commodity — e isso não é correto.

Já ao contar com o suporte de um corretor ou de uma imobiliária, você terá acesso a um catálogo de imóveis, podendo refletir antes de fechar negócio.

4. Você pode ter problemas com o proprietário:

Para que uma negociação dessas funcione, é importante que as partes confiem uma na outra. Caso isso não ocorra, e uma delas acredite que está sendo lesada, a venda corre o risco de ser cancelada.

Comprar diretamente com o proprietário é um investimento de alto risco. Sendo assim, evite comprar imóvel com o proprietário e fale agora com sua especialista premium em imóveis! 📲 99612.1507